POEMA: VIOLETA SIM! VIOLÊNCIA NÃO!


VIOLETA SIM! VIOLÊNCIA NÃO!



Geme a paz, enquanto a violência domina.

Geme a Terra
enquanto grita de dor a natureza esquartejada.

Geme a Síria,
enquanto chora o inocente desesperado.

Geme o homem ou mulher, enquanto sorrir quem a explora.

Geme a criança, enquanto o tráfico humano rouba a dignidade e o direito de viver.

Geme a religião, enquanto a intolerância não dialoga.

Geme o índio, o negro, o gay, o pobre e o ateu, enquanto a discriminação vigora.

Geme o gordo, o magro, o feio ou bonito, enquanto o bullying esmaga o corpo e alma.

Geme o sonho de muitos, enquanto a arma mata.

E gemerá a humanidade, enquanto a violência nos torturar.   Mas o gemer se calará quando a gente ousar plantar uma violeta de amor, no jardim do coração.  

Autor: Tállison Ferreira da Silva (Soá Ferreira)
(Inspirado na Guerra Civil da Síria - 2018)  






Comentários

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Lançamento do livro Poemas Di-versos